24 de agosto de 2016

39ª FEIRA DA VILA MADALENA


La tradicional "Feira de artes" de Vila Madalena tiene fecha y hora! 

Domingo, 28/08/2016, de 9h00 a 19h00
Arte, música, gastronomia, juegos, deporte y mucho más.

En las calles Fradique Coutinho, Wisard, Aspicuelta, Fidalga y Purpurina en Vila Madalena.


1) Palco Fidalga
11h00 > Gandi e Banda laranja
12h00 > Grupo de Rap
13h00 > Kris Aguiar
14h00 > Lady and the tramps
15h00 > Funkonnect
16h00 > Família Madá
17h00 > Pérola Negra

2) Palco Purpurina
Casa Capello toca MPB

3) Palco Rádio
11h00 > Gabriel Almeida Prado
12h00 > Bloco Besta é tu
13h00 > Danza con Escola Pulsarte
14h00 Torta por el cumple de Pinheiros
15h00 DJ William
16h00 Banda Escola Horizontes
17h00 > Monoclub

4) Palco Mourato
12h00 > Majestic
13h00 > Caixa de Música
14h00 > Locus
15h00 > Santori
16h00 > The Dollar Bills
17h00 > Poema Novo

5) PetZone
Venta de productos para mascotas

6) Mercado Mundo Mix
Moda, música y mucho más

7) Rua dos Esportes
Con Acqua Mundo habrá muchas actividades

8) Rua das Crianças
Juegos ballet, street kids, forró y mucho más para los niños

9) Rua dos Food Trucks

LOS ANTI-CAFÉ


Una novedad recién llega a São Paulo (la idea vino de Russia). Los anti-café cobran por el tiempo que pasas en el local y no por lo que comes/tomas. Parace mas un espacio de coworking que una cafetería.
En Europa ya es común, como Berlin y Londres.
En São Paulo la novedad está en Pinheiros > Lemni, en Rua Simão Álvares, 781 - De 10h00 a 19h00. De lunes a viernes. En la pagina dicen "Nós vendemos tempo! Todo o resto está incluso."

Al llegar, recibes un papel con la hora que llegaste. Con eso, podés comer y tomar lo que quieras además de tener todo el espacio como mesas y net (incluso, podés llevar tu propia comida :D).

¿Y cómo funciona? Cobran R$ 12,00 por 30 minutos. A cada 15 minutos más R$3,00. Por una hora: R$18,00. Por 1h30 R$24,00 y por más de 6 horas es R$ 66,00. 


En Belo Horizonte/MG está el Guaja que cobra R$12 por la entrada y R$3 a cada 15 minutos. 

KOBRA EN GUINNESS BOOK


Eduardo Kobra es un artista paulista que hace murales por todo el mundo. Aqui en São Paulo tiene como 50 murales y por el mundo mucho más...
El lunes 22/08/2016 el mural "Etnias" entró en el Guinness World Records como el mural de grafitis más grande del mundo.



Kobra se inspiró en los anillos olímpicos y con eso quizo representar la paz y la unión entre los pueblos, retratados en cinco rostros de nativos de los continentes participantes de los juegos olímpicos.

Mural Etnias - Todos somos um
El mural tiene 2.600 m2. 170m de largo y 15 m de altura. Fué inaugurado el 30/07/2016
Local: Boulevard Olímpico en Porto Maravilha - Av. Rodrigues Alves/Rio de Janeiro, cerca del "Museu do Amanhã"
Tiempo para hacerlo: 70 días (45 de pintura y 25 de producción). Kobra y su equipo (13 artistas) trabajaron de las 7h30 hasta las 20h00, de lunes a sabado para entregarlo para el inicio de las Olimpiadas.
Usó 1.890 litros de tinta blanca para preparar el muro y 2.800 latas de spray.


 Time Lapse del mural Etnias/Kobra

Con eso, Kobra le saca el recorde al mexicano Ernesto Rocha. 

El mural más grandel del mundo era del artista mexicano Ernesto Ríos Rocha Espiridión. El mural mide 1,678.43 m² (está en la pared norte del Centro de convenciones y exposiciones de Mazatlán, Sinaloa México y lo terminó el 06/10/2009). El mural representa el desarrollo histórico y económico de Mazatlán así como la rica fauna marina del Mar de Cortés.







pagina de Kobra

20 de agosto de 2016

18 de agosto de 2016

PORTINARI EN MASP


Candido Portinari (1903-1962) é um dos mais importantes e polêmicos artistas brasileiros, e sua obra mantém uma longa relação com o MASP, que possui 18 trabalhos do pintor. Portinari popular é a 12ª exposição organizada pelo Museu desde 1948, e não pretende dar conta da totalidade da obra, mas faz um recorte específico. O título da mostra é indicativo e tem múltiplos significados: a popularidade de Portinari — sua tela Retirantes (1944) é a obra de nosso acervo mais postada nas mídias sociais — e a origem, temática, iconografia e dicção populares do artista nos interessam aqui.


O foco é nas pinturas com temas, narrativas e figuras populares — trabalhadores em suas diversas atividades (lavradores de café e de outras culturas, lavadeiras, músicos, garimpeiros), personagens e tipos populares (o cangaceiro, o retirante, a baiana, a índia Carajá) e não europeus (negros, mulatos, índios). Os personagens aparecem em diferentes contextos geográficos e sociais (em Brodowski, a cidade natal do pintor no interior paulista, em paisagens empobrecidas, ou nas favelas do Rio de Janeiro) em brincadeiras ou jogos, na música, no circo, ou em festas populares, mas também na dor — na miséria, na morte. Portinari pintou centenas de retratos da elite brasileira, não incluídos aqui, com uma exceção: Mário de Andrade (1893?1945), importante interlocutor do artista, primeiro grande intérprete de sua obra, e pioneiro no estudo e na valorização da cultura popular brasileira.
A exposição reúne diferentes representações de temas populares que são recorrentes na obra de Portinari ao longo das décadas, o que confirma seu compromisso, engajamento e sua determinação com eles. Vale lembrar que o próprio artista é filho de imigrantes italianos que trabalharam na colheita do café. Assim, muitas das imagens que Portinari pinta ao longo de sua trajetória são cenas de sua própria vivência. Esse extraordinário conjunto constrói um amplo, profundo e sensível panorama da história visual brasileira, para além dos modos, gostos e ofícios das classes dominantes.
A expografia é baseada numa concepção de Lina Bo Bardi (1914-1992), arquiteta do edifício do Museu, para Cem obras-primas de Portinari, realizada no MASP em 1970. Portinari popular inicia um programa de revisão da produção de alguns artistas do modernismo brasileiro, como Tarsila do Amaral (1886-1973) e Vicente do Rego Monteiro (1899-1970), a partir de conteúdos e narrativas relacionados a elementos da cultura popular brasileira, que abarcam discussões sobre raça, realidade social e identidade cultural do país. O interesse do MASP na cultura popular não é novo, e esta exposição dialoga com a reencenação de A mão do povo brasileiro, a partir de 1o de setembro na galeria do primeiro andar do Museu.
Por que Portinari popular hoje? Ainda padecemos de uma representação precária e preconceituosa dos sujeitos e das culturas africanas, indígenas e populares na mídia, na política, na sociedade e também na arte. É preciso aprofundar a reflexão sobre essas estratégias de representação, algo que a obra do artista antecipa, daí sua urgência e relevância.


Para mas info, haga click aqui
de 12 de agosto a a 15 d enoviembre de 2016
MASP
Site de Portinari


ROBERT CAPA EN SÃO PAULO

A VALISE MEXICANA


Para os amantes de história a Caixa Cultural traz uma exposição recheada de fotografias raras da cobertura da Guerra Civil Espanhola registradas por grandes fotógrafos que marcaram a história do fotojornalismo: Robert Capa, Gerda Taro eDavid Chim Seymour. A mostra está em cartaz entre os dias 23 de julho e 2 de outubro, de terça a domingo, das 9h às 19h

Data: 23/07/2016 a 02/10/2016
Horário: Terça a domingo, das 9h às 19h
Horário da Bilheteria: -
Local: Caixa Cultural São Paulo
Entrada: Praça da Sé, 111
Valor do Ingresso: Entrada Franca

Exposição fotográfica de Robert Capa, Gerda Taro e David Seymour (Chim) sobre a Guerra Civil Espanhola. Acervo conservado, armazenado e tornado acessível através do International Center of Photography (ICP), sediado em Nova York.

O projeto também apresenta minicurso de fotojornalismo, em duas turmas: dias 06 de agosto, 03 e 10 de setembro, das 14h às 17h; dia 13 de agosto, das 16h às 19h. Inscrições até 05 de agosto pelo e-mail valisemexicana@gmail.com.

24ª BIENAL INTERNACIONAL DO LIVRO



Bienal Internacional do Livro de São Paulo, realizada pela Câmara Brasileira do Livro (CBL), chega à sua 24ª edição, com atrações multiculturais voltadas para celebrar a leitura. O evento que ocorre entre 26 de agosto e 4 de setembro de 2016, noAnhembi, reunirá as principais editoras, livrarias e distribuidoras, e trará ao público atrações exclusivas, com presença de autores nacionais e internacionais, lançamentos de livros, sessões de autógrafos, oficinas, brincadeiras e debates.
Os fãs de quadrinhos, HQ’s e ficção científica terão programação especial nessa edição da Bienal do Livro. Separados nos 12 espaços presentes no pavilhão, os geeks poderão conferir palestras, lançamento de livros e HQ’s e um dia especial do Cosplay.
Na programação destaque para Vitor Caffagi, quadrinista brasileiro conhecido pelas ilustrações da Turma na Mônica – Laços, as tiras de Puny Parker, Valente e o pequeno álbum Duotone. O quadrinista estará presente no espaço Salão de Ideias e debaterá “Os super-heróis do mundo real” com o ilustrador e quadrinista Shiko e com Toninho Mendes, quadrinista e editor de quadrinhos de humor. Ainda no Salão de Ideias, o escritor e poeta Braulio Tavares junto com Daniel Lameira, historiador e editor da Aleph, apresentam a palestra “As chaves do mundo na Ficção Científica”.

O jornalista Iberê Thenório e a terapeuta ocupacional Mariana Fulfaro apresentam o “Manual do Mundo: 50 experimentos para fazer em casa”, vídeos e as experiências científicas que fizeram do Manual do Mundo um dos maiores canais de educação do Youtube. O conteúdo apresenta diversas dicas de experiências científicas, receitas, desafios, pegadinhas, mágicas,origamis, entre outros, para facilitar o dia-a-dia, com a intenção de estimular o interesse do internauta pela ciência, tornando-a mais acessível e atrativa.
Ainda no clima das ilustrações, a publicitária e designer Fernanda Nia irá autografar as HQ’s “Como eu era realmente”, uma série de tirinhas criadas a partir das vivências da autora. Além dela, a quadrinista Lu Caffagi apresenta a novel “Quando tudo começou” feita com a Youtuber Bruna Vieira.
A Bienal do Livro ainda terá um dia especial dos Cosplay. Para os fãs de desenhos animados, super-heróis e HQ’s, no dia 30 de agosto, todos que forem caracterizados de algum personagem terão entrada gratuita no evento.
Desde 2014, a Bienal do Livro se reinventou, trazendo para o público um evento democrático, diverso e multicultural, indo muito além da “feira de livros”. Com o tema“Histórias em Todos os Sentidos”, este ano o evento reafirma esse posicionamento e convida o visitante a vivenciar as muitas histórias que a Bienal do Livro pode contar, de acordo com seus interesses.

Sobre a CBL
Fundada em 20 de setembro de 1946, a Câmara Brasileira do Livro (CBL) congrega editores, livreiros, distribuidores e creditistas de todo o Brasil com o objetivo maior de valorizar o livro e, assim, desenvolver e ampliar o mercado. As ações para difundir e estimular o hábito da leitura e a democratização do acesso ao livro são as maiores bandeiras da entidade.
A CBL organiza alguns dos mais importantes e tradicionais eventos do setor editorial brasileiro, como a Bienal Internacional do Livro de São Paulo, o Prêmio Jabuti, o Congresso Internacional CBL do Livro Digital e a Escola do Livro, além de participar de feiras nacionais e internacionais. Em 2016 a entidade completa 70 anos.

Ingressos
Os visitantes podem fazer a compra antecipada pelo sitehttp://www.bienaldolivrosp.com.br, ou pontos físicos da Tickets For Fun. Até 25 de agosto, serão disponibilizados três pacotes com descontos especiais:
o   Pacote Galerinha: Compre 10 ingressos meias-entradas e ganhe 10% de desconto;
o   Pacote Galera: Compre 5 ingressos inteiros e ganhe 20% de desconto;
o   Pacote Família: Compre 3 ingressos inteiros e ganha 10%.



24ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo
26 de agosto a 04 de setembro de 2016
Pavilhão de Exposições do Anhembi
Av. Olavo Fontoura, 1.209 – Santana
02012-021 São Paulo – SP
www.bienaldolivrosp.com.br

SELLO VALOR CULTURAL

O Conpresp, órgão municipal de proteção ao patrimônio, reconheceu ontem a importância histórica de sete pontos de São Paulo. Em uma espécie de “tombamento light”, eles não serão salvaguardados pela Prefeitura, mas ganharão um selo oficial batizado de “Valor Cultural”.
A seção gastronômica da lista tem o restaurante Carlino – fundado em 1881 e considerado o mais antigo da cidade –, as padarias Santa Tereza – desde 1872 na Praça João Mendes –, Italianinha e 14 de Julho – respectivamente de 1896 e 1897. A Casa da Boia, mais antiga loja de ferragens da Rua Florêncio de Abreu, inaugurada em 1898, também foi lembrada. Completam o rol dois prédios assinados por João Artacho Jurado (1907-1983) em Higienópolis: os edifícios Parque das Acácias – chamado de Apracs – e o Parque das Hortênsias. Ambos são da década de 1950.
A ideia do selo de Valor Cultural foi oficializada em dezembro do ano passado. A expectativa do Conpresp é seguir condecorando locais de interesse cultural e histórico – uma nova lista deve ser apresentada dentro de seis meses. Os proprietários dos sete primeiros eleitos receberão, no próximo dia 23, um certificado e as diretrizes para a confecção de uma placa oficial. “Como a administração está em fim de gestão e sem dinheiro, não teremos como oferecer nós mesmos as placas”, afirma a arquiteta e urbanista Nadia Somekh, presidente do Conpresp e diretor do Departamento de Patrimônio Histórico (DPH).
O Conpresp, órgão municipal de proteção ao patrimônio, reconheceu ontem a importância histórica de sete pontos de São Paulo. Em uma espécie de “tombamento light”, eles não serão salvaguardados pela Prefeitura, mas ganharão um selo oficial batizado de “Valor Cultural”.
A seção gastronômica da lista tem o restaurante Carlino – fundado em 1881 e considerado o mais antigo da cidade –, as padarias Santa Tereza – desde 1872 na Praça João Mendes –, Italianinha e 14 de Julho – respectivamente de 1896 e 1897. A Casa da Boia, mais antiga loja de ferragens da Rua Florêncio de Abreu, inaugurada em 1898, também foi lembrada. Completam o rol dois prédios assinados por João Artacho Jurado (1907-1983) em Higienópolis: os edifícios Parque das Acácias – chamado de Apracs – e o Parque das Hortênsias. Ambos são da década de 1950.
A ideia do selo de Valor Cultural foi oficializada em dezembro do ano passado. A expectativa do Conpresp é seguir condecorando locais de interesse cultural e histórico – uma nova lista deve ser apresentada dentro de seis meses. Os proprietários dos sete primeiros eleitos receberão, no próximo dia 23, um certificado e as diretrizes para a confecção de uma placa oficial. “Como a administração está em fim de gestão e sem dinheiro, não teremos como oferecer nós mesmos as placas”, afirma a arquiteta e urbanista Nadia Somekh, presidente do Conpresp e diretor do Departamento de Patrimônio Histórico (DPH).
“O selo tem uma função turística e uma função de disseminar a importância do patrimônio e compartilhar com a população”, comenta Nadia. Ao contrário do que acontece nos casos de tombamento, esse reconhecimento não “congela” os imóveis, ou seja, não obriga o proprietário a submeter ao Conpresp qualquer projeto de intervenção no espaço físico. “Não se trata de uma preservação de uma edificação relevante, mas sim uma valorização do fazer, do aspecto cultural daquele lugar”, completa a arquiteta.
O reconhecimento, conforme ela mesma frisa, “não garante nada” em termos de preservação. “Mas, de alguma forma, sinalizamos que é algo que não pode ser destruído. Precisamos de uma salvaguarda compartilhada com a população”, explica.
O selo tem validade de até cinco anos, podendo ser renovado pelo Conpresp e pelo DPH. Em nota, a Secretaria Municipal de Cultura destacou que esta nova ferramenta “auxilia na implantação da política de promoção e reconhecimento do patrimônio cultural de São Paulo”.
A iniciativa se espelha em projetos semelhantes de outras grandes cidades. Em Buenos Aires, por exemplo, desde 1998 restaurantes, bares e cafés tradicionais contam com reconhecimento oficial por sua relevância histórica.



FRIDA KAHLO


Tenemos la oportunidad de ver fotos de Frida Kahlo en 2 locales aqui en SP:

Museu da Imagem e do Som (Frida Kahlo – Suas Fotos) 
Espaço Cultural Porto Seguro (Frida Kahlo – Suas Fotos | Olhares sobre o México). 

Após a morte de Frida Kahlo, em 1954, uma coleção de suas memórias ficou guardada por meio século a pedido de seu marido, Diego Rivera, em um banheiro na Casa Azul, local onde Frida viveu grande parte da sua vida e onde veio a falecer. Só em 2007, a equipe da Casa Azul teve autorização para abrir este banheiro e, na data, um conjunto de 6.500 fotografias do acervo da artista foi revelado.

Frida Kahlo – Suas Fotos
Quanto
R$ 6,00 - martes es gratis
Avenida Europa, 158
Jardim Europa
de 03 de setiembre a 20 de noviembre
martes a sábado de 12:00 a 20:00 / domingo de 11:00 a 19:00
Alameda Barão de Piracicaba, 610 - Campos Elíseos
Estação Júlio Prestes (CPTM - Linha 8 Diamante)
de 03 de setiembre a 20 de noviembre
de martes a sábado de 10:00 a 19:00 / domingo de 10:00 a 17:00

O valor do ingresso dá acesso aos dois espaços culturais, que ainda contam com serviço de uma van que transporta os visitantes gratuitamente de um local para o outro.

THE ART OF THE BRICK


The Art of the Brick / A ARTE DE CRIAR COM LEGO® 

La expo reúne 83 esculturas hechas con más de un millón de lego. 
Impresionante lo que hace el artista con esas piezas... Vale la pena! 

Artista Nathan Sawaya 
de 11 de agosto a 30 de octubre
de martes a domingo
de 11h00 a 20h00
Valor: R$ 20,00 - para comprar haga click aqui

VIRADA SUSTENTÁVEL


6ª Virada Sustentável
De 25 a 28 de agosto de 2016
Local: Parque Ibirapuera
Para ver la programación haga click aqui

BEATLES EN SÃO PAULO

Hasta el 30 de setiembre São Paulo va a recibir una gran exposición en homenaje a los Beatles. 


La expo cuenta la história, leyendas, recordes, memórias, locales y objetos de Beatles desde el primer disco.
Se podrá visitar virtualmente los estúdios de EMI en Abbey Road, Londres, donde los Beatles grabaron la mayoria de sus discos, y Cavern Club, donde la banda se presentó más de 200 veces en Liverpool.
La banda All You Need is Love se presentará en el techo de un edificio virtual, como lo hizo la banda el 30 de enero de 1969 en el edifício de Apple en Londres.

Beatlemania Experiencede 27 de agosto a 30 de setiembre. De martes a domingo de 12:00 a 21:00
Valor: R$ 50,00
Local: Parking del Shopping Eldorado
Direción: Avenida Rebouças, 3970 - Pinheiros

Para comprar las entradas, haga click aqui

WIFI GRATIS

Encuentra WIFI gratis en cualquier lado
Para quien no tiene datos mobiles en el celu y desea encontrar un lugarcito para conectar a internet les indico que bajen el aplicativo para saber dónde hay wifi gratis aqui en SP.
El mapa está dividido en zonas.

Mapa

Aplicativo






Centro: 


Zona Norte

Zona Sul

Zona Leste

Zona Oeste

14 de agosto de 2016

¿CUÁNTO CUESTA?

Para los que están por venir a SP y no tiene idea cuanto valen las cosas, aqui les indico una pagina que tiene un poquito de cada. Ojo, esa pagina es colaborativa. Asi que es solo para que tengan una idea, xq no son precios oficiales...

Haga click aqui

20 de junio de 2016

38ª FESTA DAS CEREJEIRAS




Hanami (花見) es la tradición japonesa de observar la belleza de las flores, pero por lo general se asocia esta palabra al período en que florecen los cerezos y en el que los japoneses acuden en masa a parques y jardines a contemplar sus flores (sakura).  Las personas van a los parques a contemplar los cerezos en flor, y habitualmente realizando un picnic con la familia. 

Aqui en São Paulo, la comunidad japonesa hace una fiesta en el Parque do Carmo - con gastronomia japonesa. 
Estoy segura que les va a encantar conocer ese pedacito de japón aqui en São Paulo.

05, 06 y 07 de agosto de 2016
Viernes: de 12h a 17h
Sábado y domingo: de 9h a 17h
Parque do Carmo – Puerta 3
Av. Osvaldo Pucci, s/nº, – Itaquera
Evento en face

De la estación Corinthians-Itaquera (línea roja del metro) hay transporte gratuito para el parque.



19 de junio de 2016

FESTA JUNINA EN SÃO PAULO



Festa junina do Palmeiras
04 y 05 de junio - sábados de 17h a 23h y domingo de 17h a 22h hasta 10 de julio
Rua Padre Antônio Tomás, 308 y Rua Palestra Itália, 214
R$ 30,00


Quermesse da Igreja do Calvário04 y 05 de junio, a las 17h (todos los sábados y domingos hasta 05 de julio)
Igreja do Calvário - Rua Cardeal Arcoverde, 950, Pinheiros
R$ 12,00